Depois de noite de bebedeira, casal troca tapas e joga computador na rua

Mulher disse que se defendeu das agressões do homem
| 10/05/2015
- 23:24
Depois de noite de bebedeira, casal troca tapas e joga computador na rua

Mulher disse que se defendeu das agressões do homem

Um casal da cidade de Três Lagoas, município distante  320 quilômetros de Campo Grande, se desentendeu logo no início da manhã deste domingo (10), depois de terem passado a noite bebendo. Por causa da dimensão da briga a polícia precisou ser acionada para resolver a discussão dos dois.

Conforme informações do site TL Notícias, o casal mora no centro da cidade e deu início às agressões assim que chegou em casa. A Polícia Militar constatou que pela residência havia restos de materiais de construção, móveis quebrados e até um notebook chegou a ser jogado no meio da rua.

O homem de 35 anos disse que a esposa estava embriagada e começou a atingi-lo com entulhos que estavam em uma caçamba. Ainda de acordo com ele, a mulher também o golpeou na cabeça, o mordeu, além de atingi-lo com socos. Ainda segundo o site TL Notícias, a esposa começou a perseguir o marido com uma faca na mão.

“Ela pegou meu computador e quebrou no meio da rua. Um amigo nosso que também presenciou a briga foi embora com medo. Ela chegou a pegar a chave do carro dele e danificou toda a parte do controle do alarme”, explicou o marido. O casal está junto há apenas 5 meses e a mulher estaria grávida. Eu tenho um filho de 2 anos com outra mulher e larguei tudo pra ficar com esta aqui. Se arrependimento matasse, eu já estava morto”, desabafou o homem.

Porém, a mulher de 30 anos, conta outra versão e explica que o marido é agressivo e chegou a machucá-la nas mãos e no supercílio.

“Eu fiz tudo isto para me defender, porque ele é muito agressivo. Devido os socos que ele deu no meu rosto, minha lente de contato chegou a sair. Estou cansada desta violência toda. Quero ir embora para a minha cidade”, desabafou a jovem.

A briga do casal foi registrada na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Três Lagoas como lesão corporal recíproca e será encaminhada para a DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher).

Veja também

Dos 35 foragidos, 30 já foram recapturados pela Polícia Nacional

Últimas notícias