A Polícia Civil impediu uma orgia regada a bebidas e drogas que reunia mais de 60 pessoas, entre elas 41 adolescentes e crianças com idades entre 12 e 17 anos, no sábado, na região central da cidade de Senhor do Bonfim, a 380 km de Salvador. Todos os frequentadores foram levados para a delegacia.

Os adolescentes estavam em uma casa com vários cômodos e terraço alugada exclusivamente para a “Erotiko’s Fest”. Investigadores da 19ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), coordenados pelo delegado titular, Felipe Néri, em cumprimento de mandado representado pelo Ministério Público (MP), encontraram duas trouxas de cocaína.

Um dos organizadores da festa, Victor Alves Marques, 18 anos, foi preso acusado de tráfico de drogas e de descumprir o artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), por fornecer produtos que podem causar dependência física ou psíquica a crianças e adolescentes. Estão presos, ainda, Rodrigo Emanuele Oliveira de Carvalho Silva e Luís dos Santos Calvalcante, que permanecerão presos à disposição da Justiça. As outras pessoas conduzidas para a 19ª Coorpin deixaram a delegacia mediante o pagamento de fiança.

As crianças e adolescentes foram liberados após os respectivos pais assinarem termo de compromisso. A polícia ainda procura João Marcos e Lucas Aleixo, ambos de 18 anos, apontados pelas pessoas que estavam na casa como os outros organizadores da festa.

Segundo a polícia, os organizadores aliciaram crianças e adolescentes para a orgia usando um folder postado na rede social Orkut que dizia que as mulheres deveriam, de forma obrigatória, ir de biquíni para terem entrada gratuita assegurada no local. Já os homens pagariam R$ 15 antecipadamente ou R$ 20 no dia da festa.