A FENAJ (Federação Nacional de Jornalistas) fez uma denúncia contra o colunista , do site “Metrópoles”, pelo fato do comunicador ter publicado detalhes sigilosos do estupro e da de Klara Castanho, em detrimento da vítima.

A denúncia será encaminhada ao SJPDF (Conselho de Ética do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal), segundo a nota oficial publicada pela FENAJ.

“São fortes as evidências de que o colunista feriu o Código de Ética do Jornalista Brasileiro. Pela gravidade do caso, a diretoria executiva e a Comissão de Mulheres da FENAJ vão encaminhar denúncia contra o jornalista à Comissão de Ética do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal, que deverá apurar o caso”, diz o texto.

No entanto, a Federação não listou quais seriam as possíveis punições para os jornalistas que não seguem o código de ética.

O destino de Leo Dias

Em um comunicado publicado nesta terça-feira (28), o “Metrópoles” avisou que não demitirá e assegurou que jornalista seguirá exercendo sua função.

Conforme a nota do veículo, colunista cometeu erro grave ao expor informações sigilosas sobre o caso de Klara Castanho. Em seguida, escreveu: “Erramos. E pedimos perdão à vítima”.

Metrópoles ainda informou que tem sido instado a se posicionar em relação a Leo Dias, mas não irá demiti-lo. Em seguida, listou inúmeras matérias publicadas por Dias que repercutiram de forma positiva no Brasil.

Ao fim, comenta que “Leo Dias não se resume ao erro cometido com Klara Castanho”, mas sem mencionar os momentos em que jornalista teve problemas com outras celebridades devido antiética e exposição excessiva.