É no momento em que o padre se ajoelha, durante a missa, que a cadela Leslei aproveita a oportunidade para se aconchegar no tapete e ficar pertinho de Paulo do Nascimento Sousa, de 53 anos. Apelidada por ele de “fiel escudeira”, o animal foi encontrado acidentado, na rodovia BR-163, há 3 anos, e o acompanha em todo canto de Aquidauana, na região oeste do Estado.

Semanalmente, durante as celebrações eucarísticas na Paróquia Imaculada Conceição, o padre chega acompanhado da Leslei. Antes, ele vivia em e, quando houve a necessidade da transferência, trouxe consigo 14 cães. Agora, um gato também mora com ele. 

“Alguns já morreram, outros eu fiz para quem ia cuidar e, mais recentemente, um gatinho chegou e se aconchegou aqui na minha casa. Eu amo todos e acho que, se temos o animal, precisa cuidar bem. A Leslei, em especial, toca o meu coração porque a encontrei atropelada na rodovia, com as patas para cima. Cuidei e agora ela me acompanha nas missas, encontros, todos os eventos da paróquia ela está sempre comigo”, afirmou o padre ao Jornal Midiamax. 

Animais merecem respeito, diz padre

Paulo com alguns dos seus animais. Foto: Montagem/Jornal Midiamax

De acordo com o padre, os animais fazem parte do nosso convívio e merecem respeito. “Infelizmente a gente ainda vê cenas muito tristes, de gente soltando bichinhos nas encruzilhadas da vida. A sorte é que alguns levam, mas, existem muitos casos em que outros acabam morrendo. Acho isso muito triste. Precisamos cuidar, preservar a vida deles”, argumentou. 

Além da Leslei, o padre também convive com mais duas cadelas, de nome Torita Mãe, Torita Filha e a Renca, a gatinha que, segundo ele, “se aconchegou” na casa dele.

Recentemente, o padre postou a foto com o cão e muitas pessoas elogiaram o amor pelo animal. 

“O amor mais puro que existe”, “Que escudeira fiel Padre Paulo” e “Deus ama quem ama os animais”, foram algumas das centenas de postagens dos internautas.