Dia dos namorados: Sem reservas, casais devem enfrentar filas em motéis e restaurantes de Campo Grande

Comércios da Capital não farão uma programação diferente para a data.
| 09/06/2022
- 10:30
Dia dos namorados: Sem reservas, casais devem enfrentar filas em motéis e restaurantes de Campo Grande
(Foto: Ilustrativa)

A expectativa para o neste ano de 2022 é alta, tanto para quem vai comemorar como para aqueles que faturam com vendas e serviços. Após dois anos vivendo altos e baixos, por conta da pandemia, o controle da doença deve permitir que os namorados finalmente voltem a comemorar a data como antes.

Mas, é possível que o ritmo das comemorações seja diferente em alguns aspectos. Isso porque, conforme levantamento do Jornal Midiamax em locais tradicionais para a data - como restaurantes e motéis - a dinâmica que antes era comum, como decoração especial e esquema de reservas - deve mudar.

Indo direto ao ponto, os casais apaixonados devem enfrentar filas nos estabelecimentos neste fim de semana. Os restaurantes ouvidos pela reportagem relataram que não farão reservas, e explicaram também que não haverá um cardápio especial para noite. Apenas um entre locais tradicionais ouvidos pelo Midiamax relatou apostar na decoração e a música ao vivo no local, a fim de que casais tirem fotos 'instagramáveis' e eternizem momentos.

E os motéis?

Para aqueles que preferem um momento a sós e planejam sair da rotina, os motéis são uma excelente opção. Mas, diferente de outros anos, o setor também não deve apostar no esquema de reservas, o que pode, novamente, ocasionar filas.

Quando questionados sobre a modalidade, dois dos motéis mais requisitados de Campo Grande disseram que também que os casais que chegarem primeiro terão a sorte de desfrutar do tão cobiçado ''pernoite'', que varia de R$ 110 a R$ 300. A vantagem é que, em ambos, a cozinha estará funcionando normalmente.

Fim de semana apaixonado

Neste ano, o 12 de junho cai num domingo, mas alguns casais começarão a comemoração na sexta-feira (10), até mesmo para evitar filas e locais muito cheios. Caso de Guilherme Silva de 24 anos, que prefere passar o dia 12 de junho em casa, e comemorar antes. ''Nada melhor que a nossa casa'' explicou.

Porém, sempre tem uns casais animados que preferem sair da rotina. Para esses, a fila grande e a ausência e um menu especial não vira um empecilho a ponto de ficar em casa. ''Gosto de inovar todo ano, saímos com amigos, mas, não ficamos em casa'' finalizou Alves de 27 anos.

Veja também

Show de Henrique e Juliano foi chamariz que surpreendeu comerciantes em primeiro dia de evento e aumentou expectativa para Almir Sater

Últimas notícias