Ebola leva Nigéria a se retirar dos Jogos Olímpicos da Juventude

A Nigéria se retirou dos Jogos Olímpicos da Juventude, por causa da epidemia do Ebola, noticiou a agência de notícias chinesa Xinhua, depois de vetada a participação, na sexta-feira, de alguns esportistas de Serra Leoa, Libéria, Guiné e da própria Nigéria. A decisão nigeriana foi confirmada pelo presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, […]
| 16/08/2014
- 23:27
Ebola leva Nigéria a se retirar dos Jogos Olímpicos da Juventude

A Nigéria se retirou dos Jogos Olímpicos da Juventude, por causa da epidemia do Ebola, noticiou a agência de notícias chinesa Xinhua, depois de vetada a participação, na sexta-feira, de alguns esportistas de Serra Leoa, Libéria, Guiné e da própria Nigéria.

A decisão nigeriana foi confirmada pelo presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, em Nanquim, noticiou a Xinhua.

“Nós nos sentimos tristes pelos esportistas porque é muito triste para eles. Já sentiam a emoção de viver na Vila e agora têm que deixá-la, é muito difícil”, disse Bach.

O COI informou, na sexta-feira, que “os atletas procedentes de regiões infectadas não poderão participar das modalidades de luta nem de natação”, segundo um comunicado divulgado pelo comitê organizador dos Jogos.

Segundo a página dos Jogos na internet, havia 25 atletas dos quatro países mais afetados pelo Ebola: Serra Leoa, Libéria, Guiné e Nigéria.

Os Jogos Olímpicos da Juventude começaram no sábado em Nanquim, antiga capital chinesa, e serão encerrados em 28 de agosto.

Mais de 3.700 competidores entre 15 e 18 anos participarão do evento, muitos deles candidatos a disputar, dentro de dois anos, os Jogos Olímpicos do Rio-2016.

A epidemia de Ebola mais grave da História no oeste da África matou 1.069 pessoas, segundo o último balanço, e provocou uma mobilização em escala planetária.

Veja também

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães

Últimas notícias