O Botafogo derrapou na liderança do Campeonato Brasileiro nas últimas rodadas. Depois de perder três partidas consecutivas, a diferença para o segundo colocado, que já foi de 13 pontos, agora é de seis. E não é mais o a persegui-lo. Agora é o Bragantino. O time carioca enfrenta o Goiás nesta segunda-feira (2), no Nilton Santos, no , pela 25ª rodada. Em caso de vitória, pode aumentar a distância para nove pontos em relação ao vice-líder de Bragança Paulista.

Líder isolado desde a terceira rodada, o Botafogo fechou o primeiro turno com a melhor campanha da história dos pontos corridos: 47 pontos em 19 jogos (15 vitórias, 2 empates e 2 derrotas), com um aproveitamento de 82,5%. Ao longo do primeiro turno, a equipe sofreu com baixas importantes por lesão – Rafael, Danilo Barbosa, Gabriel Pires, Marçal e Tiquinho Soares, todos recuperados, com exceção do primeiro – e teve três comandantes à beira do gramado: Luís Castro, Cláudio Caçapa e Bruno Lage. Porém, nenhum destes fatores abalou a campanha da equipe.

Após a vitória sobre o Palmeiras no Allianz Parque, o técnico Luís Castro atendeu ao pedido de Cristiano Ronaldo e deixou o time carioca para ir treinar o Al-Nassr, na Arábia Saudita. Cláudio Caçapa, então auxiliar do Lyon, assumiu o cargo de interino durante quatro partidas até a chegada do também português Bruno Lage, campeão português com o Benfica e primeiro técnico estrangeiro com passagem na Premier League a comandar um time brasileiro. Antes de aceitar o Botafogo, Lage recusou os convites de Corinthians e Atlético-MG.

Além do melhor ataque e melhor defesa, o Botafogo conta com o artilheiro do Brasileirão: Tiquinho Soares, com 13 gols. Nada disso impediu a equipe de perder para Flamengo, Atlético-MG e Corinthians – as últimas duas fora de casa – nas três últimas rodadas do Brasileirão, mesmo com o foco total na competição após a eliminação na Copa Sul-Americana, esnobada pelo alvinegro carioca depois da arrancada no campeonato nacional.

O que falta para o Botafogo ser campeão?

Mesmo com a sequência negativa, o Botafogo continua com alta probabilidade de voltar a conquistar o Brasileirão após 28 anos. Segundo o Departamento de Matemática da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), o clube carioca tem 76,7% de ser campeão. Logo atrás aparecem Bragantino (7%), Grêmio (6,2%) e Palmeiras (4,7%). Somente a equipe alviverde está envolvida em outra competição neste momento, a Copa Libertadores. Joga nesta quinta contra o Boca Juniors valendo vaga para a final.

Desde que o Brasileirão passou a ser disputado com 20 clubes, nenhuma equipe terminou em segundo lugar com 74 pontos. Por isso, o número mágico para uma equipe ser campeã são 75. Assim, o Botafogo precisa somar pelo menos 24 pontos dos 42 restantes (oito vitórias em 14 jogos) para aumentar suas chances de terminar com a taça.

Em 2017, o Corinthians fechou o primeiro turno com os mesmos 47 pontos do Botafogo deste ano, mas com uma vitória a menos. Ao fim da 24ª rodada, a equipe paulista tinha números similares ao dos cariocas: 53 pontos, com dez de vantagem para o Grêmio, segundo colocado. Os corintianos se sagraram campeões naquele ano com 72 pontos, a sete de distância do Palmeiras. Para alcançar o número atingido pelo alvinegro paulista, o time do Rio precisa fazer mais 21 pontos – sete vitórias – até o fim da competição.

Melhor mandante do torneio, com 33 pontos em 12 jogos (11 vitórias e uma derrota), o Botafogo ainda tem o trunfo de enfrentar Palmeiras e Grêmio em casa. Caso não haja alteração de datas, os cariocas enfrentarão a equipe de Abel Ferreira antes de o time alviverde disputar uma eventual final de Libertadores, marcada para 4 de novembro, no Maracanã. O time alvinegro também será o último adversário do Fortaleza antes de uma possível decisão da Sul-Americana no dia 28 de outubro, com a presença dos cearenses. Fortaleza e Corinthians disputam nesta terça uma vaga para a final.

Confira a tabela do Botafogo até o fim do Brasileirão

25ª rodada: Goiás (casa)

26ª rodada: Fluminense (fora)

27ª rodada: América-MG (fora)

28ª rodada: Athletico-PR (casa)

29ª rodada: Fortaleza (fora)

30ª rodada: Cuiabá (casa)

31ª rodada: Palmeiras (casa)

32ª rodada: Vasco (fora)

33ª rodada: Grêmio (casa)

34ª rodada: Red Bull Bragantino (fora)

35ª rodada: Santos (casa)

36ª rodada: Coritiba (fora)

37ª rodada: (casa)

38ª rodada: Internacional (fora)

Confira a tabela do Red Bull Bragantino

26ª rodada: Athletico-PR (fora)

27ª rodada: Santos (fora)

28ª rodada: Fluminense (casa)

29ª rodada: Atlético-MG (casa)

30ª rodada: Flamengo (fora)

31ª rodada: Goiás (fora)

32ª rodada: Corinthians (casa)

33ª rodada: São Paulo (fora)

34ª rodada: Botafogo (casa)

35ª rodada: Internacional (fora)

36ª rodada: Fortaleza (casa)

37ª rodada: Coritiba (casa)

38ª rodada: Vasco (fora)

Confira a tabela do Grêmio até o fim do Brasileirão

26ª rodada: Internacional (fora)

27ª rodada: Athletico-PR (casa)

28ª rodada: São Paulo (fora)

29ª rodada: Flamengo (casa)

30ª rodada: América-MG (fora)

31ª rodada: Coritiba (fora)

32ª rodada: (casa)

33ª rodada: Botafogo (fora)

34ª rodada: Corinthians (casa)

35ª rodada: Atlético-MG (fora)

36ª rodada: Goiás (casa)

37ª rodada: Vasco (casa)

38ª rodada: Fluminense (fora)

Confira a tabela do Palmeiras até o fim do Brasileirão

26ª rodada: Santos (casa)

27ª rodada: Atlético-MG (casa)

28ª rodada: Coritiba (fora)

29ª rodada: São Paulo (casa)

30ª rodada: Bahia (casa)

31ª rodada: Botafogo (fora)

32ª rodada: Athletico-PR (casa)

33ª rodada: Flamengo (fora)

34ª rodada: Internacional (casa)

35ª rodada: Fortaleza (fora)

36ª rodada: América-MG (casa)

37ª rodada: Fluminense (casa)

38ª rodada: Cruzeiro (fora)

Saiba Mais