Com dois jogadores a menos, Juventude bate o Avaí e comemora a primeira vitória

O Avaí, que começou bem a competição, desperdiçou uma boa chance de se manter entre os primeiros colocados
| 15/05/2022
- 20:17
juventude
Imagem ilustrativa - (Foto: Divulgação/Juventude)

O Juventude conseguiu a sua primeira vitória no de forma heroica. Mesmo terminando o jogo com dois jogadores a menos, o time gaúcho bateu o Avaí por 2 a 1, nesta noite de domingo no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela sexta rodada, mostrando mais organização e garra dentro de campo

Apesar da sua primeira vitória na história em Florianópolis, o Juventude ainda está dentro da zona de rebaixamento, com seis pontos em 17º lugar. O Avaí, que começou bem a competição, desperdiçou uma boa chance de se manter entre os primeiros colocados. Com 10 pontos ocupa a sétima posição.

O início do jogo foi marcado por lances ríspidos, faltas e intensidade. Aos poucos, os times foram se soltando. A primeira chance foi do visitante, num cruzamento rasteiro de Busanello que desviou na defesa e subiu raspando o travessão defendido por Douglas. Um grande susto. O Avaí respondeu com um chute de Bissoli que esquentou as mãos do goleiro César.

Aos 24 minutos, saiu o gol do Juventude, quando o lateral Rodrigo Soares recebeu passe de Yuri Lima pelo lado direito e levantou a bola na área. O zagueiro Arthur Chaves, do próprio Avaí, raspou de cabeça e a bola sobrou no segundo pau para a testada de Óscar Ruiz. A bola passou entre as pernas de Douglas

Não deu tempo do time gaúcho comemorar, porque o Avaí empatou dois minutos depois. No lado da grande área, Morato fez o levantamento do outro lado e Bissoli pegou de primeira, sem deixar a bola cair. O chute saiu forte e balançou as redes. O gol empolgou a torcida que passou a apoiar o time nas arquibancadas.

Na volta do intervalo, o técnico Eduardo Baptista trocou o volante Yuri Lima por Jean e o Juventude já ameaçou num chute de Busanello que Douglas rebateu para o lado. A partir dos 20 minutos, o time gaúcho ficou com um jogador a menos com a expulsão de Chico Kim. Ele cometeu falta por trás em cima de Raniele e recebeu o amarelo, mas o VAR chamou o árbitro para a revisão do lance e o cartão vermelho acabou aplicado.

Mas como se fosse numa reação, o Juventude abriu o placar aos 24 minutos. Busanello cobrou escanteio e o zagueiro Vitor Mendes subiu bem alto e tocou de cabeça, num gol muito festejado pelos jogadores. William Pottker obrigou César a fazer grande defesa num chute aos 36 minutos.

Aos 39 minutos, o Juventude perdeu outro jogador: Paulinho Moccelin. Ele cometeu falta sobre Kevin e recebeu o cartão amarelo. Mas o VAR, e novo, acionado, indicou lance mais violento e o cartão vermelho foi aplicado pelo árbitro.

Com dois jogadores a mais, o Avaí tentou o tudo ou nada. Mas foi ao ataque de forma desordenada. Mesmo assim, criou algumas chances para empatar. Com Bruno Cortez, de cabeça, com a bola cruzando toda linha da pequena área aos 41. Dois minutos depois, Arthur Caves pegou rebote da defesa e chutou rasteiro, mas César caiu bem no canto esquerdo e agarrou a bola, numa grande defesa. Nem os sete minutos de acréscimos foram suficientes para o Avaí evitar a derrota.

Na sétima rodada, o Avaí vai enfrentar o Athletico, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR) no domingo (22) a partir das 19h. O Juventude vai receber o em Caxias do Sul (RS), sábado, às 19h.

Veja também

Judocas da seleção fizeram o primeiro treino nesta quarta-feira

Últimas notícias