Raro, o ataque de peixe a uma turista no Balneário do Sol em Bonito (MS) esta semana levantou debates a respeito da segurança em áreas de banho, que são os habitats desses animais. Diante do caso, a Secretaria de Turismo da cidade pretende tomar alguma medida após um Dourado (Salminus brasiliensis) morder e quase arrancar o calcanhar da visitante de Presidente Prudente (SP)?

Em diversas praias pelo mundo, por exemplo, há placas alertando sobre risco de ataques de tubarão em algumas áreas. Seria o caso do município de Mato Grosso do Sul instalar avisos semelhantes nos balneários e outros locais turísticos da cidade, informando sobre possíveis ataques de peixes?

Ao Jornal Midiamax, a Prefeitura de Bonito declara que, como o atrativo onde ocorreu o incidente é particular, não interfere. “O que podemos fazer é orientá-los sobre o SGS (Sistema de Gestão de Segurança), como já é feito. No Balneário Municipal, que é gerido pelo município, há placas orientando os banhista sobre não alimentar os peixes, entre outros cuidados a serem tomados”, destaca.

“Os passeios acontecem em locais privados, onde cada um respeita todas as exigências pautadas no licenciamento ambiental do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul). Eventos inesperados em meio à natureza podem ocorrer e cada atrativo em específico tem a política de como trabalhar quando isso acontecer”, afirma a Prefeitura.

Ainda segundo o executivo municipal, a maioria dos atrativos do município possui o SGS (Sistema de Gestão de Segurança), que prevê como agir em situações inesperadas, seja com o visitante durante o passeio, ou com os colaboradores.

“A Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio, inclusive, trabalha em parceria com o Corpo de Bombeiros e demais parceiros para disseminar a importância do SGS nos atrativos, tanto que a Gruta do Lago Azul e o Balneário Municipal possuem o sistema e frequentemente os colaboradores passam por treinamentos para atender possíveis emergências”, finaliza a nota.

Mudanças no balneário?

Questionado pelo Jornal Midiamax sobre o futuro do peixe, o Balneário responde que não isolará o dourado e nem mudará o exemplar de lugar. O animal, conhecido por visitantes recorrentes e por quem trabalha no local, seguirá vivendo em seu habitat natural.

De acordo com o Balneário do Sol, isolar ou mudar o dourado de lugar “não é procedimento”. “Esse peixe provavelmente se confundiu na movimentação da água. Ele preda Piraputangas que ali há aos montes. Isso foi um caso isolado”, garante o empreendimento ao MidiaMAIS.

Já sobre a instalação de placas que alertem os visitantes para possíveis ataques de peixes nas águas do Rio Formoso, o balneário ainda não respondeu aos questionamentos da reportagem. Caso o faça, este texto será atualizado.

Dourado provocou graves ferimentos no pé da visitante – (Fotos: Fala Povo, Midiamax)
ataque de peixe balneário
Dourado provocou ferimentos graves e profundos no pé da visitante – (Fotos: Fala Povo, Midiamax)

Mulher quase perdeu pedaço do pé ao ser atacada por peixe em Bonito

Segundo relatos de testemunhas, a vítima estava sentada em uma das áreas do Balneário do Sol com os pés nas águas do Rio Formoso, quando o dourado apareceu e a atacou de maneira feroz na quarta-feira (10). “Foi feia a coisa, quase arrancou o calcanhar dela”.

A turista, que não teve sua identidade e nem idade informadas, chegou a ser internada em um hospital na própria cidade de Bonito, onde recebeu atendimento imediato após o susto. Ela já teve alta. Diante do ocorrido, o Balneário do Sol emitiu um comunicado e confirmou o ataque.

“Queremos informar a todos que, no dia 10 de abril de 2024, vivemos um acontecimento incomum em nosso balneário. Uma de nossas visitantes foi ferida por um peixe dourado. Com agilidade e cuidado, nossos guarda-vidas a atenderam imediatamente. Felizmente, ela está recebendo o tratamento necessário e encontra-se em processo de recuperação”, destacou o local.

O Balneário ainda enfatizou que, embora esteja situado em meio à natureza, onde a vida selvagem surpreende os turistas de forma inesperada, “incidentes como este são extremamente raros”.

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.

*Material editado para correção de informações