O sul-mato-grossense DJ Lukas Ruiz, o Vintage Culture, viveu o “perrengue” de ter que caminhar por duas horas a pé para sair do festival Burning Man, no deserto de Nevada, nos Estados Unidos, que ganhou o noticiário internacional após deixar 75 mil pessoas ilhadas por causa de uma tempestade.

Nas imagens compartilhadas nas redes sociais, o DJ mostra que os artistas e o público tentaram manter o bom humor em meio à lama causada pela chuva que atingiu a região, no sábado (2). Aos poucos, a lama foi secando e permitindo que o público pudesse curtir os shows. O DJ tinha seis shows agendados no festival.

Entretanto, nesta segunda-feira (4), Lukas contou para seus seguidores que precisou caminhar por duas horas para sair do festival. “Consegui uma carona para Reno”, escreveu na expectativa para seguir para outra agenda. O vídeo mostra o músico acomodado na carroceria de um carro.

Ao que tudo indica, o sufoco passou e o sul-mato-grossense nascido em Mundo Novo conseguiu chegar em Monique, na Alemanha, nesta terça-feira (5).

A publicação bombou com comentários de fãs se solidarizando. “É esses perrengues que a gente passa pra te ver aqui no Brasil, amo”, escreveu um. “Perrengue chique que fala? Próximo final de semana temos Brasil”, anuncia outro.

Morte e pessoas ilhadas

A chuva causou caos no “cidade improvisada” para o festival. Segundo o Uol, autoridades americanas relataram à imprensa que os ilhados foram orientados a racionar água, comida e combustível até que as condições climáticas melhorassem.

A morte de um homem de 40 anos no local está sendo investigada. Ainda de acordo com a organização, a fatalidade não teria relação com o mau tempo, o socorro emergencial teria sido acionado, mas o rapaz não resistiu.