A terceira onda de calor do ano se aproxima de , elevando ainda mais as temperaturas na próxima semana. A previsão é que as temperaturas máximas possam chegar a 45°C em cidades do Estado, com umidade relativa do ar em níveis críticos, abaixo de 30%.

O Clima Tempo afirma que a próxima onda de calor pode ser ainda mais forte do que as duas últimas e, além do Mato Grosso do Sul, deve atingir São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso e Rio de Janeiro.

Conforme o Tempo, as madrugadas frias que atualmente trazem alívio para o calorão devem perder força a partir de 9 de novembro e além do dia, as noites também devem ser quentes. O feriado de 15 de novembro deve ser de calor intenso.

O Cemtec/MS (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima) corrobora a previsão de calor intenso a partir de 13 de novembro. “Os modelos indicam a atuação de um bloqueio atmosférico, que irá favorecer uma nova onda de calor, com altas temperaturas próximas aos 40-45°C e baixos valores de umidade relativa do ar entre 10-30%”.

Calor intenso no Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul vive dias de calor intenso nesta semana. As temperaturas máximas chegaram a 42,3°C em Porto Murtinho nesta terça-feira (7) e alcançaram os 40°C em Pedro Gomes e Nhumirim (Pantanal).

Em e , calor de 39,4°C e em a máxima atingiu 38,2°C nesta tarde. Jardim, Bonito, e Coxim também tiveram calor acima dos 38°C, conforme dados do Inmet.

Aliado ao calorão, Mato Grosso do Sul enfrenta baixa umidade relativa do ar. Sidrolândia chegou a 13%, Porto Murtinho e Campo Grande em 14% e Aquidauana em 15%. Na segunda-feira, a umidade relativa do ar bateu recorde com mínima de 11% em Campo Grande.

Ondas de calor

As ondas de calor são provocadas por um bloqueio atmosférico e potencializadas pelo fenômeno El Niño, que tem como característica o aumento da chuva e do calor. Mas este ano está atípico, com ondas de calor intensas.

A primeira onda de calor a elevar as temperaturas no Mato Grosso do Sul foi registrada na segunda quinzena de setembro, com oito dias de calor extremo. Na época, Porto Murtinho chegou a 42,6°C, Corumbá a 41°C, Três Lagoas 41,4°C e Campo Grande 36,8°C.

Em outubro, uma nova onda de calor na segunda quinzena, elevou a temperatura para novos recordes. Com isso, Porto Murtinho chegou a 43,3°C e 39,4°C em Campo Grande.