Projeto Florestinha de Amambai realizou Educação Ambiental para 80 alunos por meio de teatro com vários temas ambientais. De acordo com a PMA, desde sua criação há mais de 35 anos, a Polícia Militar Ambiental percebeu que a melhor forma de minimizar os crimes e infrações ambientais seria por meio da Educação Ambiental. Percebeu ainda, que deveria realizar de forma que atraísse a atenção das pessoas, especialmente, as crianças e adolescentes nas escolas, e passou a trabalhar as atividades de Educação Ambiental em forma de oficinas temáticas, versando sobre diversos temas ambientais.

As principais oficinas são: Reciclagem de papel, com palestra sobre os problemas relacionados aos resíduos sólidos; Visitação ao museu de animais e peixes taxidermizados e materiais utilizados em crimes ambientais (empalhados), com palestra sobre fauna, pesca, atropelamentos de animais silvestres, etc; Apresentação do teatro de fantoches, com peças sobre as questões ambientais, como: desmatamentos, incêndios florestais e resíduos sólidos, etc; Ciclo da Água, com palestras sobre o ciclo, uso sustentável, poluição e escassez dos recursos hídricos; Casa da Energia – Trata-se de uma maquete de uma residência com todos os locais de consumo de energia (lâmpadas, chuveiros, ar condicionado, geladeira, micro-ondas etc.). Com esta oficina é realizada a discussão e informação sobre os tipos de energia e a importância ambiental de se economizar este recurso; Plantio de mudas nativas, com palestra sobre flora (Desmatamento, erosão de solos, controle de poluição, assoreamento), preservação, conservação e uso racional dos recursos hídricos.