Como parte das manifestações contrárias ao resultado das urnas nas eleições do dia 30 de outubro, instituições de Mato Grosso do Sul ligadas ao agronegócio não têm expediente nesta segunda-feira (7). Empresários do setor, principalmente no interior do Estado, também convocam paralisação das atividades para movimento batizado de ‘greve geral’.

Instituições como a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), a Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja de MS) e a Fundação MS divulgaram em suas redes sociais que não haverá expediente hoje em “apoio às manifestações pacíficas e ordeiras que estão ocorrendo em todo o Brasil”.

Sindicatos rurais seguem a decisão das federações e associações e também interromperam os atendimentos nesta segunda em algumas cidades de Mato Grosso do Sul, como é o caso de Naviraí e Coxim.

Empresários do setor agropecuário também decidiram fechar as portas nesta segunda. Empresas de todo o Estado divulgaram no fim de semana que irão aderir à “greve geral”, como os manifestantes têm chamado a paralisação.

No interior do Estado, listas de empresas que teriam confirmado participação do ato circulam nas redes sociais. Ainda não há balanço de quantos estabelecimentos fecharam as portas nesta segunda em Mato Grosso do Sul.

Protestos em Campo Grande se concentram na Duque de Caxias

Em Campo Grande, as manifestações de insatisfeitos com o resultado da eleição presidencial se concentram na Avenida Duque de Caxias, em frente ao Comando Militar do Oeste.

Neste domingo (6), os atos se intensificaram à tarde e quem protestava no local convocava empresários a aderir à “greve geral”.

Na manhã desta segunda, apenas uma pista da avenida estava liberada para o tráfego, que seguia lento. No canteiro central da avenida, há barracas e caminhões, mas não havia manifestantes fazendo bandeiraço no momento em que a reportagem foi ao local, por volta das 7 horas.

Grades foram instaladas em pontos próximos da entrada do CMO e barracas de acampamento que estavam nos locais até a tarde de domingo, foram retiradas e se concentram no canteiro da via.

Caminhoneiros prometem voltar às rodovias

Em alguns estados do país, bloqueios de rodovias voltaram a ocorrer na madrugada desta segunda. Em Mato Grosso do Sul, conforme a PMR (Polícia Militar Rodoviária), não há estradas estaduais bloqueadas.

A corporação informou o Jornal Midiamax que até o momento há quatro pontos de manifestação distribuídos nas rodovias MS-134, MS-162 e MS-306.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) ainda não informou sobre pontos de manifestação ou bloqueio nesta segunda.