Covid avança em Mato Grosso do Sul com 2,5 mil casos em uma semana, maior média em 2 meses

Apesar do aumento de casos, taxa de ocupação de leitos covid segue estável no Estado
| 31/05/2022
- 11:21
Lei vai trata sobre atendimento da saúde mental de vítimas da covid-19
Lei vai trata sobre atendimento da saúde mental de vítimas da covid-19. Foto: Arquivo - (Foto: Divulgação)

Novo boletim da evolução da em Mato Grosso do Sul revela que em apenas uma semana o Estado registrou 2.594 casos positivos da doença. A média dos últimos sete dias é a maior em dois meses. O Jornal Midiamax antecipou nesta segunda-feira (30) que a quantidade de casos iria superar a média dos registros das últimas semanas.

Conforme o boletim divulgado pela SES-MS (Secretaria de Estado de Saúde), o Estado chega a 534.642 casos da doença até hoje. O número de óbitos conta com quatro novos falecimentos nesta semana. Desde o início da pandemia, 10.569 pessoas perderam a vida vítimas da Covid-19.

Campo Grande é a cidade do Estado com maior quantidade de casos novos, foram 580 nos últimos sete dias. Na sequência estão Três Lagoas (164), Dourados (132) e Naviraí (123).

Apesar do aumento de casos, as internações e ocupações de leitos UTI (Unidade de Terapia Intensiva) segue estável no Estado, o que mostra, segundo especialistas, reflexos da vacinação na população que não desenvolve quadro grave da doença.

Nesta terça (31) há 32 hospitalizados em Mato Grosso do Sul com coronavírus, 26 em leitos clínicos e 6 em leitos UTI. A ocupação global de leitos está em 64% na Capital, média estável em relação aos últimos meses.

Para a Saúde de MS, o aumento de casos tem explicação. Gerente técnica de Influenza e doenças respiratórias da SES-MS, Livia de Mello disse ao Jornal Midiamax que o período do outono e inverno favorece a mais casos de doenças respiratórias.

“Do final de abril até julho nós temos um período sazonal de aumento de circulação de todos os vírus respiratórios, incluindo a Covid-19. Precisamos estar atentos e manter todas as medidas de prevenção”.

Os dados completos do novo boletim covid podem ser conferidos neste link.

Campo Grande descarta reativar ponto de testagem Covid

Apesar do aumento de casos, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) informou que não estuda abrir novo centro de testagem Covid em Campo Grande. Atualmente, as unidade de saúde oferecem o teste para quem apresenta sintomas e não é necessário agendar.

“A capacidade instalada é de realizar de 1,5 mil a 2 mil testes por dia nestes locais. Hoje a média diária tem sido de 200 a 250 coletas por dia, não havendo portanto, neste momento, a necessidade de abertura de um novo polo para testagem”, explicou por meio de nota. A ainda informou que o município pode definir novas estratégias caso haja necessidade.

Veja também

Vagas para área da saúde são para candidatos de nível médio e superior

Últimas notícias