Com indicativo de greve, Santa Casa aguarda repasses para regularizar salários de médicos

Com o indicativo de greve dos médicos, a Santa Casa de Campo Grande afirmou que aguarda receber os repasses do SUS (Sistema Único de Saúde) para conseguir regularizar os salários dos profissionais. Mais cedo o sindicato da categoria afirmou que, caso não for feito o pagamento, médicos poderão entrar em greve.  Conforme nota encaminhada ao […]
| 12/01/2021
- 21:24
Com indicativo de greve, Santa Casa aguarda repasses para regularizar salários de médicos
(Foto: Ilustrativa/ Arquivo Midiamax) - (Foto: Ilustrativa/ Arquivo Midiamax)

Com o indicativo de greve dos médicos, a afirmou que aguarda receber os repasses do SUS (Sistema Único de Saúde) para conseguir regularizar os salários dos profissionais. Mais cedo o sindicato da categoria afirmou que, caso não for feito o pagamento, médicos poderão entrar em greve. 

Conforme nota encaminhada ao Jornal Midiamax, o disse que o repasse do SUS, referente ao mês de janeiro, está atrasado e por isso, os salários ainda não foram quitados. Na tarde desta terça-feira (12), a diretoria do hospital havia se reunido para avaliar a situação.

“Até agora, foi possível depositar parte do pagamento devido aos funcionários e a diretoria corporativa aguarda a liberação dos recursos para concluir a folha de pagamento”, disse por meio da assessoria de comunicação.

O Sinmed (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), informou mais cedo que a possibilidade de uma greve será avaliada na sexta-feira (12). O presidente da entidade, Marcelo Santana Silveira, confirmou que “será publicada uma convocação para sexta-feira às 19h, com indicativo de paralisação”, pontuou.

Histórico de atrasos

Em novembro do ano passado, médicos denunciaram atraso de quatro meses de salário no hospital. Os médicos então anunciaram greve e com isso, logo depois, o hospital recebeu um repasse de R$ 11 milhões do Estado para quitar os salários atrasados.

Ainda em dezembro do ano passado, no dia 22, demais funcionários também ameaçaram cruzar os braços devido ao atrasado do 13º salário. 24 horas depois o hospital anunciou o pagamento da folha salarial.

 

Veja também

Últimas notícias