Mesmo com contingente, Sinpol pede que população evite ir a delegacias

Policiais também vão se manifestar contra reforma da previdência
| 28/04/2017
- 15:58
Mesmo com contingente, Sinpol pede que população evite ir a delegacias

Policiais também vão se manifestar contra reforma da previdência

O Sinpol-MS (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul), um dos sindicatos que apoiam a luta contra as reformas trabalhista e previdenciária, orienta a população a evitar procurar as delegacias nesta sexta-feira (28), dia de geral em todo o país.

“Um contingente suficiente de policiais civis continuará em seus postos, garantindo o atendimento e a continuidade do serviço público, porém em frente às delegacias haverá mobilizações”, explicou Giancarlo Miranda, presidente do Sinpol.

A reportagem apurou que até a manhã desta sexta-feira o atendimento nos plantões nas Depacs (Delegacias de Pronto Atendimento) estava normal.

Os servidores da segurança pública iniciaram a concentração em frente à Depac Centro por volta das 8 horas da manhã, onde devem permanecer, em forma de protesta contra as reformas propostas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB), até o fim da tarde.

O sindicato revela ainda que o atendimento aos serviços considerados ‘essenciais e inadiáveis’ serão mantidos normalmente, assim como nas delegacias de atendimento à mulher e à criança e adolescente. 

Veja também

Decisão determina multa de R$ 50 mil por dia em caso de descumprimento

Últimas notícias