Bolsonaro: escolhi meus ministros, coisa que era feita por partidos políticos

Além disso, Bolsonaro fez algumas críticas sobre o PT e o ministro Alexandre de Moraes
| 14/06/2022
- 10:26
Bolsonaro: escolhi meus ministros, coisa que era feita por partidos políticos
Foto: Carolina Antunes/PR

O presidente Jair Bolsonaro, durante participação no Brasil Investment Forum 2022, organizado pela ApexBrasil, em São Paulo, repetiu "mantras" que serão utilizados em sua campanha à reeleição. Afirmou que seus ministros não foram escolhidos por ; negou escolhas políticas para lotear BNDES, Caixa e Banco do Brasil. "Como você se sente no BNDES onde eu não impus nenhum diretor para você?", disse o chefe do executivo ao presidente do BNDES, Gustavo Montezano.

Bolsonaro também criticou o PT; comemorou a celeridade conquistada na abertura de empresas; e minimizou a eficácia nas vacinas contra a covid-19. "Tem gente melhor que eu, mas para presidente é self-service", declarou sobre o processo eleitoral. Ele não citou, contudo, as interferências na com a troca de presidentes para conter a alta dos combustíveis.

O presidente ainda voltou a dizer que o agronegócio brasileiro precisa de fertilizantes. "Fomos negociar na Rússia e resolvemos a questão", avaliou.

O presidente também retomou críticas indiretas ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O chefe do Executivo pediu aos presentes para assistirem ao vídeo da delação do ex-ministro da Fazenda no governo Lula (PT) antes que "um cara resolva bloquear tudo". "É dono da verdade e da nossa liberdade, parece que esse é o destino dele", disse o presidente "Não podemos admitir que alguns dos integrantes desses poderes tenham poder absoluto. Eu quero, não quero, prendo, desmonetizo, abro inquérito", acrescentou.

Veja também

No total, o Brasil tem 672.101 vítimas e 32.536.302 casos da doença

Últimas notícias