Bebê é internada após receber frasco inteiro de Pfizer em Altinópolis

A mãe teria levado a bebê para tomar vacinas rotineiras
| 27/01/2022
- 18:02
A bebê foi encaminhada para o Hospital das Clínicas
A bebê foi encaminhada para o Hospital das Clínicas - Divulgação

Uma bebê de seis meses precisou ser internada após receber, por engano, um frasco inteiro da vacina contra covid-19 em Altinópolis, interior paulista.

Segundo o relato da mãe, que optou por não ser identificada, a bebê foi levada ao posto de saúde para receber a vacinas rotineiras que previnem doenças como coqueluche, meningite, tétano e hepatite. Porém, a recém-nascida recebeu a quantidade equivalente a seis doses da vacina contra Covid, que ainda não é recomendada para menores de cinco anos no Brasil.

O site Terra relatou que quando a enfermeira responsável pela aplicação percebeu o erro, imediatamente ela informou a mãe e acionou a equipe médica do posto. A bebê foi encaminhada para o das Clínicas (HC) de Ribeirão Preto, onde permaneceu por três dias em observação.

Na sexta-feira (21) a bebê recebeu alta hospitalar, ao todo foram cinco dias internada. Ela está bem e está sendo acompanhada pela equipe de saúde da região. Nesta quinta-feira (27), ela passará por novas consultas para confirmar se houve mudança no estado de saúde.

Segundo o G1, apesar da situação, a mãe elogiou a conduta da técnica de enfermagem por comunicar o erro imediatamente à família e às autoridades, porém a prefeitura informou que toda a ocorrência foi comunicada ao Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo e foi aberto administrativo para apurar a conduta da técnica de enfermagem.

Confira nota da Secretaria de Saúde:

'A Secretaria de Saúde de Altinópolis informa que no dia 17 de janeiro de 2022, uma criança foi levada pela mãe a uma unidade de saúde para receber a vacina pentavalente, contudo, por um equívoco da técnica de enfermagem, a criança foi vacinada com o imunizante da Pfizer. A secretaria, de pronto, tomou todas as medidas necessárias encaminhando a criança para avaliação médica no hospital da misericórdia local e, após, para o HC Criança, onde permaneceu internada para monitoramento até o dia 21 de janeiro. A criança permanece bem e continua sendo acompanhada pela equipe de saúde do município. Toda a ocorrência foi comunicada ao Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo e foi aberto processo administrativo para apurar a conduta da técnica de enfermagem'.

(Com supervisão de Guilherme Cavalcante)

Veja também

Ela estava há horas desaparecida após sair para caminhar e perder contato com a família

Últimas notícias