O Governo de vai contratar, ao custo de R$ 864 mil, treinamento para os pilotos que operam as aeronaves da Casa Militar. Os profissionais irão passar por cinco treinamentos com simuladores que imitam os modelos dos aviões usados em missões oficiais de Mato Grosso do Sul.

De acordo com o extrato do contrato publicado nesta terça-feira (16) no DOE-MS (Diário Oficial do Estado), a empresa Nep Aviation Comércio, Importação e fará a instrução teórica, a prática simulada e o treinamento recorrente para os pilotos das aeronaves Cessna Citation II C550, prefixo PS-EMS e o helicóptero Sikirsky S76 C+, prefixo PR-LCD, ambos aviões pertencem à Casa Militar.

O contrato prevê que ao todo os profissionais passem por cinco treinamentos. O prazo total para a prestação do serviço é de 12 meses, sendo assim, se encerra em maio de 2024.

O titular da Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Pedro Caravina e a representante da empresa, Nora Edith Paredes Genes, assinam o contrato.

Governo ajusta contrato com hangar

Em outro ato publicado na mesma edição do DOE desta terça (16), o Governo do Estado fez um aditivo em contrato firmado em 2022 com a empresa ADL Hangaragens de Aeronaves Ltda, que abriga aeronaves do Estado no Aeroporto Santa Maria.

O Estado não detalhou os ajustes, mas conforme o extrato, houve mudanças em sete cláusulas do contrato “tendo em vista que a necessidade de readequação do contrato à realidade contratual ajustada, corrigindo o erro material existente, bem como visa atender as necessidades da contratante”.

Mensalmente, a empresa recebe R$ 5,5 mil pelo aluguel do espaço que abriga as aeronaves da frota estadual.