Uma fazenda em Rio Brilhante é alvo de investigação por armazenamento irregular de embalagens de agrotóxico. O inquérito civil foi publicado nesta segunda-feira (30).

Conforme publicação no diário do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), a 2ª Promotoria de Justiça da comarca de Rio Brilhante será responsável por “apurar o dano ambiental causado pelo depósito a céu aberto de embalagens vazias de agrotóxico na Fazenda Eureka”.

O inquérito foi instaurado a partir de notícia de fato autuada após multa aplicada pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Por deixar de dar destino adequado às embalagens de agrotóxicos, Enrique Ceolin foi multado em R$ 10 mil em março deste ano.

Nos autos da notícia de fato, o agricultor afirmou que as embalagens “somente estavam naquele local porque o notificado [Enrique] estava preparando as embalagens para o correto descarte”.