A Prefeitura de Terenos pretende gastar R$ 1,48 milhão na compra de marmitex e alimentação self-service no período de um ano. O município publicou o registro de preços nesta quarta-feira (30), no Diário Oficial da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul).

Os produtos serão utilizados pela Prefeitura Municipal, pelo Fundo Municipal de Saúde e pelo Fundo Municipal de Assistência Social.

Segundo o documento, o município irá destinar parte dos marmitex adquiridos para pacientes nas UBS (Unidades Básicas de Saúde).

Assim, R$ 1.014.168,55 devem ser gastos na compra de marmitex tamanho 8. Além disso, o município pretende gastar R$ 41.344,20 no pagamento de refeições self-service e R$ 25.668,00 em marmitex para pacientes.

A Churrascaria e Cafeteria Estrela do Sul irá fornecer os alimentos.

O prefeito de Terenos, Henrique Wancura Budke (PSDB), assinou o contrato.

Município gasta R$ 2,7 milhões em obra de escola

Terenos publicou resultado de licitação para a construção da Escola Municipal Jamic. O executivo pretende gastar pouco mais de R$ 2,7 milhões com a obra.

O resultado foi publicado no Diário Oficial da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), nesta segunda-feira (21).

De acordo com o documento, a empresa Angico Construtora e Prestadora de Serviços venceu a licitação e será responsável pela construção da escola.

O presidente da Comissão de Licitação, Matheus Almeida do Nascimento, assinou o documento.

Terenos gasta R$ 3,1 milhões para gestão de frota

Anteriormente, a prefeitura de Terenos firmou contrato de R$ 3,1 milhões para gestão da frota municipal.

Do mesmo modo, o executivo publicou o contrato no Diário Oficial da Assomasul.

Conforme o documento, o município contratou a S.H. Informática por R$ 3.177.064,89. O contrato possui vigência de um ano.

A empresa será responsável por gerir a frota municipal com serviços que utilizem tecnologia de cartão magnético com administração e gerenciamento de despesas de manutenção preventiva e corretiva.

O prefeito de Terenos, Henrique Wancura Budke, assinou o contrato.