Contratos no valor total de R$ 70.375.567,44 foram homologados pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) para implantação de revestimento primário de rodovia não pavimentada, em Porto Murtinho e Corumbá.

Em Porto Murtinho, a empresa BTG Empreendimentos, Locações e Serviços vai executar a obra na MS-458, com extensão: 83,583 km. O valor cobrado é de R$ 30.211.170,25.

Já em Corumbá, a empresa R R Ceni Terraplenagem vai fazer a obra na rodovia ramal, de acesso ao Porto Rolon, situada na MS-228, com extensão de 45 km. Com isso, o valor a ser pago é de R$ 40.164.397,19.

Com a homologação, a Agesul deve publicar em breve o contrato, com o prazo de execução das obras.

O que é implantação em revestimento primário de rodovia não pavimentada?

O revestimento primário compreende a execução de camada granular, composta por agregados naturais ou artificiais, aplicada sobre o reforço do subleito ou diretamente sobre o subleito compactado em rodovias não pavimentadas, com a função de assegurar condições de rolamento e de aderência do tráfego satisfatórias, mesmo sob condições climáticas adversas.

Os materiais utilizados na execução do revestimento primário podem ser: saibro, cascalho, rocha decomposta, seixo rolado ou não, pedregulho, areia, material sílico-argilosos, subprodutos industriais, escórias, ou mistura de quaisquer um deles.