Política / Transparência

Fundesporte apura danos ao erário em convênios firmados em 2014

Convênios repassaram cerca de R$ 64,7 mil a associações

Joaquim Padilha Publicado em 22/02/2018, às 11h38

None

Convênios repassaram cerca de R$ 64,7 mil a associações

Três convênios antigos da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul) que autorizaram o repasse de mais de R$ 64,7 mil a organizações esportivas estão sob tomada de contas para apurar possíveis danos ao erário.

A informação foi divulgada em três portarias para instauração das tomadas de contas especiais assinadas pelo diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda, nesta quinta-feira (22).

Os três convênios datam de 2014. Em um deles, a Federação de Luta Livre Submission de MS recebeu R$ 29,9 mil para promover um encontro de praticantes de MMA, com o objetivo de formar esportistas das artes marciais no Estado.

Outro convênio repassou R$ 18,6 mil para a o Centro de Apoio ao Portador de Deficiências Físicas de Dourados, para apoio financeiro ao Projeto “7ª Copa Dourados de Basquete sobre Rodas”.Fundesporte apura danos ao erário em convênios firmados em 2014

O terceiro convênio investigado autorizou o repasse de R$ 16,1 mil à Associação de Amigos do Pa. Geraldo Garcia, que visava a manutenção de escolas de futebol e futsal de menores no município de Sidrolândia.

Segundo as publicações assinadas pelo presidente da Fundesporte, serão montadas comissões que irão avaliar possíveis danos ao erário causados pelos convênios, e calcular ressarcimentos. Os trabalhos devem ser concluídos em até 120 dias.

Jornal Midiamax