Política / Transparência

Câmara aprova orçamento de R$ 3,7 bi para 2018 e suplementação de 5%

101 emendas dos vereadores foram incorporadas

Ludyney Moura Publicado em 07/12/2017, às 14h39

None

101 emendas dos vereadores foram incorporadas

Em votação extraordinária que durou menos de 5 minutos, e com a presença em plenário do prefeito Marquinhos Trad (PSD), os vereadores de Campo Grande aprovaram o orçamento da Prefeitura para 2018, que prevê uma receita de R$ 3,7 bilhões.

Na sessão ordinária, o relator da LOA (Lei Orçamentária Anual) e presidente da comissão de orçamento, vereador Eduardo Romero (Rede), disse que ao todo a Casa apresentou 295 emendas ao projeto, sendo que 101 estava aptas para sem aprovadas.Câmara aprova orçamento de R$ 3,7 bi para 2018 e suplementação de 5%

Romero explicou que há três anos, ainda na gestão de Alcides Bernal (PP), a Câmara apresentou 1,7 mil emendas, sendo que menos de 5% foram incorporadas ao orçamentos; há dois anos esse número foi de 700 emendas, e em 2017 o total de emendas chegou a 310, sendo 15 oriundas do próprio Executivo. Para o relator, os vereadores estão mais ‘maduros’.

Uma das emendas aprovadas estipula um limite de suplementação de 5%, menor que os 15% que o Executivo havia solicitado. Eduardo Romero frisou que esse percentual significa que a Prefeitura pode suplementar até R$ 15 milhões por mês sem autorização da Câmara.

“Foi uma decisão deles (vereadores). Vamos cumprir e não vetar nada”, disse o prefeito sobre a suplementação

O presidente da Casa, vereador João Rocha (PSDB), disse que todos os pareceres foram detalhados e parabenizou a comissão e o colega Romero. “As emendas estão bem especificas e com responsabilidade para o município”, disse o tucano.

O 1º secretário da Câmara, vereador Carlão (PSB), destacou que o legislativo aprovou ‘um orçamento real, e não uma ilusão’.

Entrega

Ao final da sessão, o prefeito e os vereadores participaram de uma entrega especial de um prêmio de R$ 12 mil, ganho pela Câmara e Prefeitura na Copa Assomasul, para entidades de assistência social.

Jornal Midiamax