[ BASTIDORES ] Rejeição por osmose

| 13/07/2022
- 06:00
[ BASTIDORES ] Rejeição por osmose

Rejeição por osmose

Alguns candidatos estão descolando de 'velhos companheiros' para não desgastar a própria imagem para a campanha. A intenção é evitar a 'rejeição por osmose'.

Erro de digitação

Hokama se tornou Hokawa no Diário Oficial de Campo Grande, na nomeação da secretária da Sefin como titular do Codecon. Pelo menos no site oficial da Secretaria o sobrenome está correto.

MS tá na Câmara?

Mais uma sessão da Câmara dos Deputados passou sem a manifestação de parlamentares de MS. Nos discursos do início da sessão, nenhum dos deputados federais do Estado fizeram uso da palavra.

Punição

Nas redes sociais, comentou sobre o caso do estupro de uma mulher anestesiada. “Chega de violência contra nós, mulheres! É preciso dar um basta! Punição severa e imediata ao agressor”, pediu.

Chega

A pré-candidata ao Governo de MS Rose Modesto defendeu a punição rigorosa do estuprador. "A alegria de dar à luz virou um trauma irreparável. Chega de abuso contra as mulheres!”, disse.

Contramão

Ao contrário da maioria dos políticos que lamentou e repudiou a morte de dirigente petista por um apoiador de Bolsonaro, a deputada Alê Silva (Republicanos-MG) disse que o autor do crime teria sido "injustamente provocado pela vítima".

Lei eleitoral

Interpretações equivocadas da lei eleitoral ou medo estão causando algumas situações. Em um caso, página do curso de acadêmicos de jornalismo da foi retirada do ar para atender lei eleitoral.

Nas ruas

O efeito também chegou nas ruas. Em certa delegacia de polícia, agentes disseram que não poderiam passar informações por conta da lei eleitoral.

Gestão fiscal

O deputado estadual Evander Vendramini (PP) repercutiu reportagem da revista IstoÉ que colocou Dourados como a 23ª melhor cidade do Brasil em gestão fiscal. “A gestão fiscal é que dá condições para o desenvolvimento. Parabenizo o prefeito Alan Guedes e sua equipe”, celebrou durante a sessão de terça-feira (12) da Assembleia Legislativa.

Pesar

A bancada do PT na Assembleia Legislativa apresentou moção de pesar à família do guarda municipal Marcelo Arruda, assassinado em Foz de Iguaçu (PR) enquanto promovia sua festa de aniversário com tema do partido e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O documento não foi votado na sessão de terça-feira (12).

Cutucada

O deputado estadual Amarildo Cruz (PT) alfinetou o colega João Henrique Catan (PL) ao discursar sobre a violência política, citando como exemplo o caso de Foz de Iguaçu (PR). “Foi um ato de violência aqui quando vimos o deputado João Henrique descarregar uma arma para proferir um voto, por isso fomos ao Conselho de Ética. Tem que ser repudiado, porque não estamos aqui depois de tanta luta pela redemocratização, assistir e ficar quieto, assistir o que aconteceu em Foz de Iguaçu e não repudiar”, disse.

Veja também

Sou galã Foi parar no Mural do TSE um candidato a deputado estadual em MS...

Últimas notícias