Antigo PTC (Partido Trabalhista Cristão), o partido AGIR de não prestou contas ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), referentes ao exercício de 2021. A sentença transitou em julgado e foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (9).

Conforme a sentença, o partido foi notificado e foi registrada a no repasse das quotas do Fundo Partidário, no Sistema de Informações de Contas Eleitorais Partidárias.

Ainda segundo a peça, assinada pelo eleitoral Bruce Henrique dos Santos Bueno Silva, fica suspenso o repasse até que a situação de seja regularizada.

A sentença transitou em julgado em 2 de maio.