Senadora por Mato Grosso do Sul e ex-ministra do Agronegócio, Tereza Cristina (PP) disparou em uma série de postagens contra o governo na segunda-feira (17). Pelas redes sociais, Tereza criticou invasões do MST (Movimento Sem Terra) após a volta de Stédile da China, alinhamentos sobre a guerra da Rússia contra a Ucrânia e, ainda, envio da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) ‘fictícia' ao Congresso.

Líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, João Pedro Stédile foi em comitiva com Lula à China, fato que gerou da ex-ministra. “Na volta, o MST invade nove fazendas – até área de conservação da Embrapa”, pontuou, citando que seis sedes do (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), inclusive o de Mato Grosso do Sul, estariam invadidos.

A ex-ministra também disparou contra a LDO encaminhada ao Congresso. “Mais um episódio surreal desse governo. A LDO que chegou ao Congresso é fictícia. Estamos nessa situação porque o Planalto não conseguiu sequer se organizar para enviar a tempo o arcabouço fiscal”.

Na postagem mais recente, a senadora criticou alinhamentos de Lula sobre a guerra. “Faço parte da Comissão de Relações Exteriores do @senadofederal para defender um #Brasil altivo, comprometido com a soberania, paz e democracia. Que respeita seus parceiros, no BRICS ou fora dele, mas sem alinhamentos descabidos e prejudiciais ao País. Estamos atentos!”, postou.