O médico Maurício Simões Corrêa tomou posse como novo secretário de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, na gestão do governador Eduardo Riedel (PSDB), no domingo (1º). O Chefe da pasta comentou sobre assumir o cargo em uma época que a Covid-19 voltou a ter aumento nos casos.

Durante a cerimônia de posse, Corrêa disse que tem consciência que após as datas festivas o número de pessoas contaminadas pela covid pode aumentar e adianta que vai seguir observando os cenários de perto.

“Nós vamos continuar monitorando. É possível que depois das festas do final de ano os casos aumentem um pouco. É preciso que as pessoas se conscientizem da necessidade da higiene das mãos e do uso de máscara. A Covid veio para ficar e será mais uma das doenças respiratórias que teremos que controlar”, explicou.

Entre os principais desafios propostos pela atual gestão estadual, o novo secretário recebe a missão da conclusão da Regionalização dos Serviços de Saúde e do Fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), além da garantia de eficiência para a Rede Hospitalar Estadual e a ampliação do uso da Telemedicina, Medicina Bioeletrônica e Inteligência Artificial para Fortalecimento da Interface entre Saúde e Ciência.

Novo Secretário

Além de especialista em cabeça e pescoço, Simões também construiu uma longa carreira no setor administrativo como diretor-presidente da Unimed Campo Grande.

Natural do Rio de Janeiro, o médico tem 57 anos, formou-se pela Fundação Técnico Educacional Souza Marques Escola de Medicina do Rio de Janeiro em 1987, realizou Residência de Cirurgia Geral no Hospital dos Servidores do Rio de Janeiro (1988 a 1990) e Residência Médica no Instituto Nacional do Câncer (INCA/RJ), no período de 1990 a 1993.

Casado, com filhos, mudou-se para o Estado em 1993 e sua experiência como gestor hospitalar em Mato Grosso do Sul começou no Hospital São Julião (1998 a 2001) onde exerceu a função de diretor-clínico; logo depois como diretor-presidente da Unicred (2002 a 2005) e tendo três passagens pela Unimed Campo Grande sendo duas vezes como diretor-presente (2007 a 2010) e (2019 a 2022), bem como, diretor-financeiro (2013 a 2016).

Simões também foi docente na Universidade Uniderp onde ministrou aulas no curso de medicina (1999 a 2016). Dentro do Conselho Federal de Medicina (CFM) é Membro da Comissão de Saúde Suplementar e Membro da Câmara Técnica de Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Como marco de sua carreira profissional, o médico é presidente-fundador da Fundação Miguel Couto e registra passagem pela Fundação Unimed como membro do Conselho Curador; Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Mato Grosso do Sul (OCB/MS), como membro do Conselho de Administração, além de ser membro da Academia de Medicina de Mato Grosso do Sul. Por duas vezes, vice-presidente da Região Centro-Oeste da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP). Atualmente é diretor-presidente da Federação das Unimeds MS (Gestão 2022 – 2024).