Os vereadores de Campo Grande analisam nesta quinta-feira (5) em regime de urgência proposta que regulamenta clubes de tiro. Além desse projeto, outras cinco propostas serão analisadas. No plenário, diversos atiradores acompanham a sessão.

Presidente da Câmara, Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB) explicou que os clubes estão regulamentados em várias cidades. “Vários municípios no Brasil criaram uma lei para as prefeituras realizarem a regulamentação. Já temos as assinaturas. E é válido só para tiro esportivo, não para andar com arma na rua”, explicou.

Durante a sessão, os atiradores se manifestaram por diversas vezes, batendo palmas e emitindo gritos de apoio, o que é contra o regimento interno da Casa. O presidente explicou para os presentes que não são manifestações permitidas.

“O regimento da Câmara não permite esse comportamento. Se continuar assim, a sessão vai ter que ser suspensa e daí não dá pra votar projeto de clubes de tiros e mais nenhum”, pontuou.