A prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (PP), assinou nesta sexta-feira (10) a criação do Comitê de Enfrentamento das Mudanças Climáticas e a filiação de Campo Grande com a ICLEI (International Council for Local Environmental Initiatives).

Ao Midiamax, a prefeita pontuou que a criação da comissão é pensada desde que assumiu a gestão e agora, com o comitê, todas as secretarias estarão para buscar soluções diante dos impactos climáticos.

“Esse comitê vai trabalhar na intersetorialidade, todas as secretarias integradas para buscar tudo isso que está acontecendo no mundo. Hoje afirmamos esse compromisso e nos filiamos ao ICLEI, onde teremos capacitações para todas as equipes também trabalhando a intersetorialidade para o desenvolvimento urbano e sustentável”, disse.

A Chefe do Executivo também disse que novas oportunidades para a Capital deverão surgir com a chegada da . “Pensamos em uma Campo Grande desenvolvida e estamos dando um passo firme agora. Essa filiação, para nós, é um passo para que nossa equipe esteja prepara para novos desafios do desenvolvimento da Capital tendo em vista essa nova possibilidade da Rota Bioceânica e de outras oportunidades que virão”, disse.

Além da prefeita, estavam presentes na ocasião a secretária da (Secretaria Municipal de e Gestão Urbana), Katia Sarturi; a coordenadora de Relações Institucionais e advocacy do ICLEI Brasil, Ana Wernke; a diretora-adjunta da Planurb, Vera Cristina Galvão Bacchi; a diretora-presidente da Planurb, Berenice Maria Jacob Domingues.

(Alicce Rodrigues, Midiamax)

ICLEI

O ICLEI (International Council for Local Environmental Initiatives) é uma rede global de mais de 2.500 governos locais e regionais comprometida com o desenvolvimento urbano sustentável. Ativos em mais de 130 países, influenciam as políticas de sustentabilidade e impulsionam a ação local para o desenvolvimento de baixo carbono, baseado na natureza, equitativo, resiliente e circular.

A rede conta com especialistas que trabalham juntos com os governos, oferecendo acesso a conhecimento, parcerias e capacitações para gerar mudanças sistêmicas em prol da sustentabilidade urbana.

Com a adesão, Campo Grande terá à sua disposição a capacitação de seus servidores técnicos, oportunidades, ações conjuntas e acesso ao portfólio de atividades sensíveis aos interesses dos relacionados à agenda climática e ao desenvolvimento sustentável. Além disso, o trabalho em rede permite que as cidades se conectem, troquem experiências e ampliem seus reconhecimentos nessa agenda tão urgente para Campo Grande e o mundo como um todo.

Saiba Mais