PSTU não terá candidatos em MS pela terceira eleição consecutiva e foca em apoiar nome à Presidência

Adepto ao movimento da esquerda revolucionária, partido cogita levantar bandeira do voto nulo no MS
| 06/07/2022
- 07:31
PSTU não terá candidatos em MS pela terceira eleição consecutiva e foca em apoiar nome à Presidência
Suél Ferranti foi candidato a prefeito de Campo Grande, em 2016 Foto: Arquivo Midiamax

Com as convenções partidárias se aproximando, o diretório do PSTU no decidiu não disputar as eleições pelo terceiro biênio consecutivo. A informação foi dada pelo membro da executiva e foca em concentrar apoio à pré-candidata à presidência, Vera Lúcia. 

Conforme a Cleia Montezano, membro da executiva estadual do PSTU, a sigla optou por não lançar candidatos este ano em razão do fortalecimento da pré-candidatura de Vera. 

“Fizemos uma extensa avaliação de conjunturas internacional,  nacional,  regional e local e entendemos que é necessário o fortalecimento de nosso programa revolucionário para o Brasil por meio da campanha da nossa pré candidata a presidência do país. Portanto, priorizaremos a candidatura majoritária à presidência, oportunidade em que serão tambem denunciados problemas específicos regionais, como a necessidade de luta contra o agronegócio e o genocídio indígena, entre outros”, disse Cleia. 

Questionada pelo se o partido sofre com a evasão de filiados, Cleia afirmou que o diretório tem nomes fortes que possam concorrer aos cargos no Estado, mas segue com orientação do diretório nacional. 

"Não é o motivo de não termos nomes, pois nós temos companheiros que possam nos representar no Estado, mas em nossa organização a maioria decide e a direção aplica a política tirada por essa maioria. Então seguimos observando nossos princípios programáticos”, destacou. 

Desde 2016

Nas eleições deste ano, o PSTU em Mato Grosso do Sul não terá candidatos nem ao governo estadual, Senado Federal, deputado estadual ou federal. Uma plenária foi realizada no último 10 de março e a direção do partido decidiu não lançar candidatos na majoritária para governador. 

Além disso, a legenda não vai ter candidatos nas eleições proporcionais, que englobam deputado estadual, federal e Senado. O partido de esquerda participou das eleições municipais em 2016, com Suél candidato a prefeito de Campo Grande. Ele teve 0,31% dos votos. Em 2018, o PSTU também não lançou candidatos na eleição majoritária nem na proporcional, conforme o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral). 

Veja também

Vedação consta no Código Eleitoral deste ano definido pelo TSE e na Lei eleitoral desde 2015

Últimas notícias