Crédito de R$ 8.085.232,00 para cessão onerosa do bônus do Pré-Sal foi sancionado pela prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (Patriota). A medida foi avaliada e aprovada na Câmara Municipal na sessão de terça-feira (22).

Outros 11 projetos foram aprovados pelos vereadores. Não há mais detalhes da cessão onerosa de R$ 8 milhões, conforme consulta na proposta legislativa.

Vetos

Em única discussão e votação, foi rejeitado o Veto Total ao Projeto de Lei 10.186/2021. O projeto trata da obrigatoriedade da realização do exame de ecocardiograma nos recém-nascidos em Campo Grande.

A proposta é dos vereadores Roberto Santana dos Santos, o Betinho (Republicanos); Victor Rocha (PP); Sandro Benites (Patriota); Ronilço Cruz de Oliveira, o Ronilço Guerreiro (Podemos); André Luís Soares (Rede); e Jamal Salem (MDB).

Os vereadores também rejeitaram o Veto Total ao Projeto de Lei 10.388/2021, que institui o Programa “Escola Segura” na Capital. A matéria é de Gilmar Neri de Souza, o Gilmar da Cruz (Republicanos), Juari Lopes (PSDB) e André Luís Soares.

Contudo, o veto Total ao Projeto de Lei 10.221/2021 foi mantido. A matéria dispõe sobre a implantação de conversação virtual e suporte, com interação em tempo real, para agendamento, acompanhamento e cancelamento de consultas, procedimentos e exames médicos, na rede pública de saúde do município.