Alguns dos políticos que apoiam o presidente Jair Bolsonaro (PL) em Mato Grosso do Sul compareceram neste domingo (24) ao evento do partido no Maracanãzinho no que o oficializou para ser o candidato à reeleição. Pelas redes sociais, a pré-candidata ao Senado Tereza Cristina (PP), o pré-candidato a deputado Rodolfo Nogueira e o pré-candidato ao Governo do Estado Capitão Contar (PRTB) e (PSDB) aparecem mostrando imagens do evento.

Tereza Cristina foi destaque e chamada pelo cerimonial ao palanque. Os demais subiram ao palco e fizeram fotos com apoiadores do presidente. (PL) repostou imagens do evento, apesar de não ter ido.

Rodolfo Nogueira (Redes sociais)

Wilton Acosta, presidente do Republicanos, também foi ao evento, assim como o deputado federal Loester Trutis (PL), o deputado estadual João Henrique Catan (PL) e o Tentente Portela.

No discurso, Bolsonaro fez diversos ataques ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que lidera as pesquisas, e também ao STF (Supremo Tribunal Federal). O público reagiu com gritos de “o Supremo é o povo”. Bolsonaro chegou a convocar um ato para o dia 7 de setembro, dizendo que os “surdos de capa preta” precisam entender o que é a voz do povo. Em um aceno ao Nordeste, ele prometeu manter o de R$ 600 se for reeleito. No evento, Braga Netto também foi oficializado com candidato a vice-presidente.

A convenção do partido contou com a participação do público vestido de verde e amarelo, e aliados políticos. Bolsonaro começou o discurso falando que reza o Pai Nosso e pedindo ao público que “não experimente as dores do comunismo”, regime político que nunca foi implantado no país. Ele destacou sua trajetória até a Presidência e fez menção ao atentado sofrido em 2018, em Juiz de Fora. Em seguida, discursou para políticos aliados.

(Reprodução redes sociais)