Clodoilson reclama de greve e lembra que vereadores aprovaram isenção do ISS do Consórcio

Passageiros foram surpreendidos, nesta terça-feira, com a paralisação dos ônibus
| 21/06/2022
- 10:19
Isenção do ISS
Vereador Clodoilson Pires. - (Foto: Izaías Medeiros, CMCG, Arquivo).

A greve dos motoristas de ônibus, nesta terça-feira (21), repercute na de Campo Grande. O vereador Clodoilson Pires (Podemos) lembrou que, em 2022, os próprios parlamentares aprovaram isenção do ISS (Imposto Sobre Serviços) ao Consórcio Guaicurus, concessionária do na cidade.

"Agora, falam que não há dinheiro. A situação está caótica", completou durante os primeiros minutos da sessão da Casa de Leis.

Paralisação

A greve dos motoristas de ônibus em Campo Grande, iniciada na madrugada desta terça-feira (21), teve como motivação atraso no pagamento do vale que representa adiantamento de 40% do salário dos trabalhadores.

Responsável por explorar o transporte coletivo da Capital, o Consórcio Guaicurus comunicou os funcionários sobre o não pagamento do vale na tarde desta segunda (20).

O fechamento das garagens, no entanto, foi deliberada pela direção do STTCU-CG (Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Coletivo e Urbano de Campo Grande) na noite desta segunda, sem realização de assembleia.

Isenção do ISS

A Câmara Municipal aprovou, em fevereiro passado, por 26 a 1 votos os dois projetos de lei que beneficiam o Consórcio Guaicurus, concessionária do transporte coletivo, com isenção do ISS, remissão do imposto e aporte no valor de R$ 1 milhão por mês.

Veja também

Últimas notícias