Câmara de Campo Grande valida ato que obriga uso de máscaras a partir de 2ª

Uso de máscaras e outras restrições tinham sido revogadas, de acordo com o abrandamento da pandemia
| 03/06/2022
- 10:06
Uso de máscaras
Vereadores no plenário da Câmara Municipal de Campo Grande - (Foto: Izaías Medeiros, CMCG, Arquivo).

Como afirmado pelo presidente Carlos Augusto Borges ao Jornal Midiamax, a Câmara Municipal retoma a obrigatoriedade do uso da máscara a partir de segunda-feira (6). A media foi adotada depois que dois vereadores e pelo menos 10 servidores testaram positivo para a doença.

"A obrigatoriedade referida aplica-se aos senhores vereadores, estagiários, terceirizados e em geral". O ato da foi publicado nos Diários Oficiais da Casa de Leis e de Campo Grande.

Funcionamento ao público e expediente dos servidores continuarão sendo feitos nos períodos matutino e vespertino. Disponibilização de álcool em gel nos corredores será intensificada também. 

Uso de máscaras

Exceto em fevereiro, desde que a Câmara Municipal iniciou o ano legislativo, as sessões estão em modo presencial, embora o trabalho remoto continue acontecendo.

De forma gradual e de acordo com o abrandamento da pandemia, a permissão de público no plenário sem distanciamento, expediente o dia todo e desobrigação do uso de máscaras foi sendo adotado.

Otávio Trad e Silvio Pitu, ambos do PSD, anunciaram o positivo para doença na sessão de quinta-feira (3).

Veja também

Nelson Trad Filho foi o único que não assinou a favor da criação da comissão, que vai apurar denúncias de pastores na liberação de recursos do Ministério da Educação

Últimas notícias