Com 2 vereadores e 10 servidores com Covid, Câmara obriga de novo o uso de máscaras

Medida na Câmara passa a valer a partir de segunda-feira (6)
| 02/06/2022
- 16:20
Presidente da Câmara Municipal de Campo Grande
Presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, Carlos Augusto Borges, conhecido como Carlão (PSB). - (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax, Arquivo)

A Municipal de Campo Grande volta a determinar o uso obrigatório de máscaras a partir de segunda-feira (6), de acordo com o presidente Carlos Augusto Borges, conhecido como (PSB).

Segundo o dirigente, a medida foi tomada em conjunto com outros vereadores, durante reunião nesta quinta-feira (2), e depois que dois vereadores testaram positivo para Covid-19. Além deles, Carlão afirma que 'em torno de 10 funcionários' também tiveram o diagnóstico da doença.

"Nós baixamos um decreto, a partir de segunda-feira fica obrigado o uso de máscara, seja para funcionário, visitante ou vereador".

Funcionamento ao público e expediente dos servidores continuarão sendo feitos nos períodos matutino e vespertino. Disponibilização de álcool em gel nos corredores e áreas de uso comum será intensificada também. "Teremos precauções mais severas".

Câmara

Exceto em fevereiro, desde que a Câmara Municipal iniciou o ano legislativo, as sessões estão em modo presencial, embora o trabalho remoto continue acontecendo.

De forma gradual e de acordo com o abrandamento da pandemia, a permissão de público no plenário sem distanciamento, expediente o dia todo e desobrigação do uso do equipamento de proteção individual foi sendo adotado.

Otávio Trad e Silvio Pitu, ambos do PSD, anunciaram o positivo para doença nesta quinta-feira. Eles participaram da sessão de forma remota e relataram sintomas gripais.

Veja também

Rose Modesto acredita que novos confrontos serão evitados, lamenta a morte do indígena e torce pela recuperação de todos os feridos no conflito

Últimas notícias