Alexandre de Moraes prorroga por mais 90 dias investigação das milícias digitais

Milícias digitais estariam atentando contra a democracia
| 13/07/2022
- 13:29
STF Supremo Tribunal Federal - STF
(Foto: Reprodução, Agência Brasil)

O inquérito nº 4.874 que apura a existência de milícias digitais antidemocráticas foi prorrogado por mais 90 dias. A decisão foi do ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal).

No despacho, assinado em 6 de julho, o ministro considerou a necessidade de dar continuidade nas investigações e a existência de diligências em andamento. Assim, prorrogou por mais 90 dias as apurações do inquérito, a partir do prazo anterior — em 6 de julho.

Vale lembrar que o inquérito foi instaurado a partir de indícios e provas da existência de uma organização criminosa, com forte atuação digital, que teria a finalidade de atentar contra a e o Estado de do Brasil. O grupo estaria articulado em diversos núcleos – político, de produção, de publicação e de financiamento..

Veja também

A agenda é confirmada pela assessoria dos candidatos

Últimas notícias