Política

Reinaldo diz que PSDB está aberto ao diálogo e reclama de antecipação sobre nome para 2022

Governador não descartou que pode concorrer a deputado federal nas próximas eleições

Aliny Mary Dias e Danielle Errobidarte Publicado em 27/07/2021, às 16h00

Governador Reinaldo Azambuja durante entrega de viaturas
Governador Reinaldo Azambuja durante entrega de viaturas - Foto: Leonardo de França, Midiamax

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reclamou sobre debate antecipado do partido a respeito da sucessão estadual nas eleições de 2022. A candidatura de Eduardo Riedel, secretário estadual de Infraestrutura, é classificada como o “plano A”, mas o partido não descarta outras composições.

Em agenda pública para entrega de viaturas à Polícia Civil, nesta segunda-feira (26), Reinaldo foi questionado pelo Jornal Midiamax sobre alianças para as eleições do ano que vem, o governador afirmou que os tucanos não possuem “plano B” para a sucessão do comando do Estado, mesmo assim, diálogos com outras legendas seguem em aberto.

“O Eduardo é o plano A do PSDB, nós não temos plano B. Agora, nós estamos abertos ao diálogo. Estamos dialogando com todos os partidos, todos eles”, afirmou o governador em entrevista gravada. 

Apesar de admitir conversas para outras composições, Reinaldo reclamou sobre a antecipação de possíveis alianças justificando as mudanças das regras eleitores que o Congresso estuda colocar em prática já para o próximo pleito de 2022.

“O problema é que foi muito antecipado o debate. Esse debate tem que ser discutido. Acho que após as definições e que vai acontecer obrigatoriamente até o fim de setembro, aí a gente começa uma discussão mais aprofundada”, completou.

As discussões adiantadas do partido para a disputa estadual também geraram descontentamento internamente. A deputada federal Rose Modesto e o deputado estadual Rinaldo Modesto são alguns dos integrantes do ninho tucano que reclamaram das definições antecipadas, principalmente relacionadas a escolha de Eduardo Riedel como o candidato do partido à sucessão estadual.

Descontente, a deputada chegou a se manifestar publicamente sobre eventual saída do PSDB, assim como o irmão Rinaldo. No primeiro evento tucano desde o início da pandemia, com presença, inclusive, do governador de São Paulo João Dória, Rose foi uma das principais ausências.

Disputa após o Governo

Sobre o futuro após o término do segundo mandato e possível disputa como candidato a deputado federal, Reinaldo disse ao Jornal Midiamax que ainda não decidiu se essa será a escolha.

“Eu não decidi ainda, tenho até abril do ano que vem para a tomada de decisão, e vou decidir não isoladamente”, disse.

Jornal Midiamax