Política

Na véspera da chegada de Eduardo Leite, vereadores aprovam título de visitante ilustre de Campo Grande

Governador do Rio Grande do Sul vem a MS nesta sexta-feira (9)

Dândara Genelhú e Mayara Bueno Publicado em 09/09/2021, às 13h45

Governador visita MS para observar cenário para eleições 2022.
Governador visita MS para observar cenário para eleições 2022. - Foto: George Gianni | PSDB.

Nesta quinta-feira (9), a Câmara Municipal aprovou o título de visitante ilustre de Campo Grande para Eduardo Leite (PSDB). O governador do Rio Grande do Sul deve chegar a Mato Grosso do Sul nesta sexta-feira (10).

O projeto, que entrou como regime de urgência na pauta da sessão, foi proposto pelo Professor Juari (PSDB). Foram 21 votos a favor e um contra o título para o governador gaúcho, que vem a MS de olho nas eleições presidenciais de 2022.

Tiago Vargas (PSD) foi contra o projeto e afirmou que mesmo respeitando opiniões diferentes, não poderia aprovar o título. Isto porque “Leite é do mesmo partido que o João Dória e é o mesmo partido que persegue o Bolsonaro”.

Outros vereadores de partidos que apoiam Bolsonaro, como o Dr. Sandro Benites (Patriotas), votaram a favor do projeto. O voto favorável foi em respeito ao colega parlamentar, que propôs o título.

Benites lembrou ainda que quando foi votado um título de visitante ilustre para o Bolsonaro, Juari votou a favor em respeito aos demais vereadores.

Vale lembrar que este é o quarto título de visitante ilustre de Campo Grande que gera debate entre os vereadores por questões políticas. Receberam o título de visitante ilustre da Capital: Bolsonaro, João Dória, Marcelo Queiroga e, agora, Eduardo Leite.

O título foi aprovado durante a sessão que quase foi encerrada, por causa da morte do pai do vereador Ronilço Guerreiro (Podemos). Durante as votações, o parlamentar recebeu a notícia de que o pai havia falecido nesta manhã (9).

Assim, o presidente da Câmara, vereador Carlão (PSB), cogitou cancelar a sessão, mas Juari pediu para que fosse mantida pela data da visita de Eduardo Leite. Dentre a pauta, foram votados apenas os vetos previstos. Depois que foram votados os vetos e o título, o presidente da Casa pediu que os projetos fossem votados na próxima sessão.

Jornal Midiamax