Política

Após atraso e confusão, União das Câmaras de Vereadores de MS elege presidente

Desde às 19h, os recursos que as chapas apresentaram, com vistas à impugnação, estão sendo analisadas

Diego Alves Publicado em 22/09/2021, às 19h16

Vereadores em princípio de confusão na eleição na União das Câmaras de MS, em Campo Grande
Vereadores em princípio de confusão na eleição na União das Câmaras de MS, em Campo Grande - (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax)

O vereador Jeovani Vieira (PSDB), de Jateí, venceu as eleições para presidente da União das Câmaras de Vereadores de Mato Grosso do Sul que aconteceu nesta quarta-feira (22) na sede da entidade, em Campo Grande. Duas chapas disputaram a eleição que teve atraso e confusão.

Jeovani que é da Chapa Força, Trabalho e Fé, venceu com 219 votos, sendo 195 de vereadores, 15 de ex-vereadores, cinco de sócios beneméritos e quatro de vereadores individuais. Gilson Oliveira Ferreira o "Bicão", da chapa Chapa Renovação, União e Transparência teve 192 votos, sendo 190 de vereadores, um voto de ex-vereador e um voto de sócio benemérito.

Eleição

O pleito eleitoral começou com atraso e confusão entre os vereadores. Jeovani é ex-presidente da União da Câmara, que teve o mandato encerrado no último dia 31 de março. Como na época não houve eleição por conta da pandemia, a secretária executiva é quem deveria assumir, mas o vereador teria se recusado a sair do cargo.

A votação se encerrou às 17h e desde às 19h, os recursos que as chapas apresentaram, com vistas à impugnação, estão sendo analisadas pela comissão organizadora da eleição, presidida pelo vereador de Campo Grande Coronel Alírio Villasanti (PSL).

Jornal Midiamax