Política

Após faltar em sessão que reconduzia ao cargo, vereador toma posse na Câmara de Dourados

Convocado para tomar posse e faltar na sessão de segunda-feira (23), o vereador Pedro Pepa (DEM) reassumiu o posto na Câmara de Dourados somente na manhã desta quinta-feira (26) como forma de garantir não estar infringindo as medidas cautelares impostas pela justiça. De acordo com a assessoria da Câmara, Pepa assinou o Termo de Recondução […]

Renato Giansante Publicado em 26/09/2019, às 16h57 - Atualizado em 27/09/2019, às 12h01

Pepa (Renato Giansante, Midiamax)
Pepa (Renato Giansante, Midiamax) - Pepa (Renato Giansante, Midiamax)

Convocado para tomar posse e faltar na sessão de segunda-feira (23), o vereador Pedro Pepa (DEM) reassumiu o posto na Câmara de Dourados somente na manhã desta quinta-feira (26) como forma de garantir não estar infringindo as medidas cautelares impostas pela justiça.

De acordo com a assessoria da Câmara, Pepa assinou o Termo de Recondução e passa a ocupar uma das salas destinadas aos vereadores. Ele e Cirilo Ramão (MDB), haviam sido afastados no dia 30 de agosto, em virtude de decisão judicial que culminaram com as prisões de ambos durante uma sessão especial.

Na semana passada, a decisão da 1ª Câmara Criminal do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) garantiu as voltas de ambos aos cargos, mas somente Cirilo tomou posse na segunda-feira. Em comunicado entregue ao presidente da Câmara, Alan Guedes, Pepa dizia que iria buscar mais informações para esclarecer a cautelar que proibia ter contato com investigados e testemunhas no processo.

Pepa e Cirilo são acusados pelo MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) de participação em um esquema de corrupção na Câmara. Eles foram presos e afastados de seus mandatos pela primeira vez em dezembro de 2018.

Jornal Midiamax