TRE suspende julgamento e cidade segue à espera de novas eleições em MS

Na semana passada prefeita foi novamente cassada 
| 26/04/2017
- 21:53
TRE suspende julgamento e cidade segue à espera de novas eleições em MS

Na semana passada prefeita foi novamente cassada 

Julgamentos das candidaturas da prefeita de Fátima do Sul, Ilda Machado (PR). e do segundo colocado nas eleições de outubro, Júnior Vasconcelos (PSDB), no Tribunal Regional Eleitoral () foram adiados. A análise das candidaturas que pode resultar em novas eleições no município seria nesta quarta-feira (26), mas ficou para o próximo dia 8 de maio.

O adiamento ocorreu porque a defesa da atual prefeita solicitou mais tempo para que a sustentação oral fosse preparada. Dessa forma, a juíza eleitoral Rosângela Alves Fávero decidiu também adiar o julgamento da candidatura de Vasconcelos.

Ilda já teve o mandato cassado duas vezes desde que se reelegeu. Em novembro passado ela chegou a ser afastada do cargo. A última condenação saiu na semana passada e ela ficou inelegível por 8 anos. Ambos processos foram abertos depois de denúncias de compra de votos. A prefeita chegou a ser filmada entregando dinheiro para eleitores em troca da promessa de votar nela.

Vasconcelos e sua vice, Cida Santos (PROS), também tiveram o registro eleitoral avaliado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS) por denúncia de abuso de poder. Derrotados nas urnas por Ilda eles são acusados de participação em evento, prometendo entrega de 300 casas populares durante período de campanha. Como pena, além da cassação do registro, também podem ficar 8 anos inelegíveis e ainda pagar multa.

Caso a cassação das candidaturas se confirme no início do próximo mês, a Justiça Eleitoral deve definir, na sequência, data para os moradores de Fátima do Sul irem novamente às urnas. 

Veja também

Empresa que deve fornecer o maquinário foi homologada

Últimas notícias