Beneficiará os estados do Centro-Oeste

O senador (PMDB-MS) afirmou, em pronunciamento nesta terça-feira (22), que espera que o encontro dos presidentes do Brasil e do Paraguai, realizado ontem, contribua para avançar o projeto da Rota Bioceânica, rodovia ligando o Brasil ao Oceano Pacífico.Moka diz no Senado que espera benefícios com a Rota Bioceânica

Segundo o parlamentar, o único investimento necessário para o Brasil dar continuidade à obra é metade de uma ponte sobre o Rio Paraguai, em Porto Murtinho (MS). Dessa forma, frisou, os produtos brasileiros poderão alcançar o porto de Antofagasta, no Chile.

Na avaliação do senador, a ligação rodoviária beneficiará principalmente os estados do Centro-Oeste do Brasil, que exportam a maior parte de sua produção para a China.

— Mas isso é uma via de mão e contramão, e o que pode vir também de lá, porque nós vamos chegar ao continente asiático, e numa economia muito grande. Isso pode representar, e eu tenho certeza, representará um desenvolvimento muito grande.

Waldemir Moka também lamentou o falecimento do ex-senador e ex-governador Pedro Pedrossian, aos 89 anos. Moka destacou a trajetória política de Pedrossian, que, segundo ele, faz parte da história de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul.