Política

Presidente da Câmara publica ato normativo de campanha para vereadores

Até uso de linha telefônica está proibido por servidores

Ludyney Moura Publicado em 02/08/2016, às 16h03

None
cbc38467db1839dea345eda59314069e.jpg

Até uso de linha telefônica está proibido por servidores

A Mesa Diretora da Câmara da Capital publicou uma série de recomendações para os vereadores e servidores da Casa que pretendem disputar as eleições este ano.

Para o presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB), o ato orienta os colegas a fazerem campanha de forma que não a eleição não prejudique o trabalho legislativo.

“Já existe uma conscientização de cada um (vereador) de sua responsabilidade e compromisso”, disse o tucano.

De acordo com o documento, a série de proibições publicadas se aplica ‘aos servidores ocupantes de cargos efetivos ou comissionados, aos prestadores de serviços mediante terceirização e bem ainda aos agentes políticos’.

Com exceção das convenções, usar a Câmara em proveito de partido político está proibido, bem como ceder servidor para realização de serviços junto a comitês de campanha, e até usar linhas de telefone e internet da Casa em beneficio de candidatos.

Restrições de propaganda e sanções previstas para quem descumprir as normas também constam no documento (confira na galeria de imagem)

Jornal Midiamax