Empresa de João Baird é a 1ª notificada em ação por improbidade administrativa

O empresário, Puccinelli e mais 3 também serão oficiados
| 03/02/2016
- 22:13
Empresa de João Baird é a 1ª notificada em ação por improbidade administrativa

O empresário, Puccinelli e mais 3 também serão oficiados

A primeira a ser notificada acerca de ação por improbidade administrativa movida pelo MPE (Ministério Público Estadual) foi a empresa de , que em breve também receberá notificação para apresentar manifestação por escrito. O ex-governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), o ex-secretário de Estado de Fazenda Mario Sérgio Lorenzetto, o ex-adjunto da pasta André Luiz Cance, o ex-superintendente de Gestão da Informação Daniel Nantes Abuchaim completam a lista.

Todos, conforme o MPE, fizeram parte de esquema de contratação irregular de terceirizados, sendo que companhias ligadas a Baird chegaram a faturar R$ 252 milhões do poder público.

A ligação e entre o empresário e o Governo do Estado, de acordo com os autos, nasceu na década de 1990 e se fortificou nas duas gestões de Puccinelli.

Enquanto três companhias supostamente ligadas ao empresário, Itel Informática, Digithobrasil Desenvolvimento de Software e Outsourcing e PSG Tecnologia Aplicada, abocanhavam contratos, o peemedebista e o PMDB conseguiam doações milionárias para financiar campanha eleitoral.

Os mesmos promotores de Justiça que compõem força-tarefa da Operação Lama Asfáltica, Thalys Franklyn de Souza, Tiago Di Giuliu, Fernando Zaupa e Cristiane Mourão, assinam a ação. De acordo o processo, a investigação é fruto de denúncia anonima feita em 2006 ao MPE sobre terceirização irregular.

Veja também

Prefeitura publicou resultado da licitação para iluminação pública

Últimas notícias