Política

Trio de vereadores ficará fora da votação se pedir comissão contra Olarte

Saiba quem serão os três novos escalados para votação

Midiamax Publicado em 19/05/2015, às 11h26

None
_mg_7728.jpg

Saiba quem serão os três novos escalados para votação

A estratégia da oposição de usar um trio de vereadores para apresentar pedido de comissão processante para investigar o prefeito Gilmar Olarte (PP) pode trazer prejuízo. Isso porque, caso a comissão emplaque, vereadores que fizerem o pedido não poderão participar da comissão e nem votar pela cassação ou continuidade do mandato.

A oposição informou que apresentará o pedido em nome dos vereadores Thais Helena (PT), Alex do PT e Luiza Ribeiro (PPS). Com isso, o trio ficará impedido de participar da comissão ou votar e suplentes serão convocados para substituí-los no julgamento, caso a comissão emplaque.

Se a comissão for efetivada, serão convocados para o julgamento os suplentes: Roberto Durães-PT, 1.890 votos; Lúcio Maciel-PT, 1448 votos e Aldo Donizete-PPS, 1.409 votos na última eleição.

Apesar da ausência, a substituição não deve preocupar os vereadores, visto que todos os substitutos devem optar pela cassação do prefeito. Roberto Durães é militante antigo no PT e Lúcio Maciel e Aldo Donizete tinham cargo na gestão de Alcides Bernal (PP).

A oposição precisa da assinatura de 20 dos 29 vereadores para emplacar a Comissão Processante. Se efetivada, os vereadores terão 90 dias para ouvir o prefeito e todos os envolvidos. Ao final dos trabalhos a comissão, composta por três vereadores, apresenta um relatório final, indicando cassação ou permanência no mandato.

Jornal Midiamax