Política

Oposição reclama de atraso em publicação de balanço da Prefeitura

Assunto será levado ao MPE, segundo vereadora

Midiamax Publicado em 21/05/2015, às 16h20

None
luiza_ribeiro.jpg

Assunto será levado ao MPE, segundo vereadora

Vereadores da oposição prometem acionar o MPE (Ministério Público Estadual), nesta quinta-feira (21), apontando crime de responsabilidade por parte do prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP). A ofensiva é por conta da publicação do balanço das contas da Prefeitura no primeiro bimestre do ano.

Segundo a vereadora Luiza Ribeiro (PPS), os números foram publicados com atraso em relação o que manda a lei. O balanço orçamentário dos meses de janeiro e fevereiro consta em edição suplementar do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) de 20 de maio, ao passo que, segundo a parlamentar, deveria ter saído 30 dias após o fim do segundo mês do ano.

Entre outras coisas, os números oficiais mostram evolução de 19,8% na receita primária total, que passou de R$ 547,5 milhões nos dois primeiros meses de 2014 para atuais R$ 655,9 milhões. Por outro lado, as despesas subiram 52,7%, passando de R$ 193,3 milhões para R$ 295,3 milhões.

Além disso, a bancada de oposição diz que reclamará ao MPE do descumprimento, por parte da Prefeitura, do piso salarial dos professores. A categoria foi à Justiça para garantir a reposição e promete greve a partir da próxima segunda-feira (25).

Por fim, Luiz diz que a conversa com o MPE também levará em conta contratação excessiva de funcionários comissionados. A reunião entre a Procuradoria Geral de Justiça está prevista para as 15h, segundo a vereadora.

Jornal Midiamax