O boliviano Jesus Alfredo Pesoa Párraga, de 28 anos, morreu na Santa Casa de Campo Grande 13 dias após o grave acidente que sofreu na Rota Bioceânica na Bolívia, fronteira com Corumbá.

Jesus dirigia o Fiat Uno que bateu de frente com um Corolla. O acidente aconteceu a poucos metros da entrada de acesso ao Terminal Rodoviário de Puerto Quijarro. 

Ele foi socorrido primeiro para a cidade boliviana, depois foi encaminhado para a Santa Casa de Corumbá e na última sexta-feira (19) deu entrada na Santa Casa de Campo Grande, onde passou por cirurgia, mas morreu na segunda-feira (22).

Segundo o Diário Corumbaense, o corpo do homem foi levado para Paradero, em Puerto Suárez.

Acidente

O taxista Gilberto Sanchez Gally, de 43 anos, dirigia o carro Corolla, atingido pelo Fiat Uno da vítima. Ele contou que havia deixado um passageiro no terminal rodoviário de Puerto Quijarro, quando foi solicitado para outra corrida de volta a Puerto Suárez. 

“Ao fazer a entrada para acesso a Bioceânica, passou um veículo Noah e entrei atrás dele, para seguir a viagem com o passageiro e a poucos metros, já na estrada Bioceânica, percebi que o Noah diminuiu a velocidade e rapidamente saiu da pista, entrando ao lado contrário e como eu estava atrás, o Uno, que invadiu a pista onde estávamos, colidiu frontalmente com meu carro”, contou.

Após o forte impacto, Gilberto saiu pela janela e foi olhar se o passageiro estava bem. “Acabei caindo no chão e acordei no hospital”, disse. “Só agradeço e vejo que renasci. Pensei muito no meu filho. Agora é recuperar o bem (veículo) e voltar a trabalhar”, afirmou o taxista.