Um instrutor de autoescola de foi denunciado na ( Especializada de Atendimento à Mulher) após passar as mãos em uma aluna de 33 anos. O instrutor foi ouvido e negou o crime.

A denúncia foi registrada no dia 26 de setembro, mas só veio à tona nesta quarta-feira (4). A vítima contou na delegacia que estava no primeiro dia de aula e, quando passou a dirigir, o instrutor pegou nas mãos dela que estava volante, depois passou as mãos no braço dela, momento em que ela o empurrou com uma cotovelada. 

Ela ainda relatou que o homem passou as mãos na sua coxa. O instrutor teria chamado a mulher de ‘amorzinho’. Pelas imagens da aula, que é gravada dentro dos carros de autoescolas, é possível ver quando o instrutor coloca as mãos sobre as da vítima e fica com o braço apoiado no assento da cabeça da motorista.

Ele foi ouvido na delegacia e negou o crime de importunação sexual. Ele disse que colocou as mãos na coxa da aluna, sem intenção sexual nenhuma, assim como a chamou de meu ‘amorzinho’ também sem intenção. 

Ele foi indiciado por importunação sexual e, segundo a delegada Elaine Benicasa, o instrutor continua dando aulas na autoescola.