Os três presos nessa quinta-feira (12), em Chapadão do Sul, a 330 quilômetros de , após um atentado contra quatro rivais do tráfico seriam membros do (Primeiro Comando da Capital), segundo informações da Polícia Militar.

De acordo com a polícia, dois integrantes seriam da cidade de Bataguassu e um da cidade de , com extensa ficha criminal e funções de destaque na organização. Ainda de acordo informações da polícia, todos já possuem crime de homicídio qualificado. Há informações que os presos teriam participação no assassinato de Jailson Antônio, morto com um tiro nas costas, na noite de quarta-feira (11).

A ordem de assassinato a ‘Tetega’, ‘Baiano’ e mais dois teria saído da penitenciária da Capital por um detento conhecido como ‘Prado’. O crime teria sido ordenado pela disputa do tráfico de drogas na região. Um dos contratados para executar os rivais seria conhecido como ‘Dedé’, e com ele os policiais apreenderam munição. Outro comparsa que teria participado da tentativa de homicídio seria conhecido como ‘Usina’. 

Ordem de execução

As quatro vítimas estavam tomando tereré em frente de casa, nessa quinta-feira (12), quando começaram a observar a movimentação de um Palio prata sem calota, um Palio branco sem um pedaço do para-choque e uma moto.

Em certo momento, foram surpreendidos quando um dos integrantes do Palio apontou uma arma contra as vítimas e posteriormente a motocicleta com dois indivíduos pararam e efetuaram dois disparos em direção às vítimas e fugiram. Os três foram presos logo após a tentativa de homicídio. Uma pistola e munições foram apreendidas.

Assassinato de funileiro

O jovem de 25 anos assassinado a tiros, na noite dessa quarta-feira (11), foi identificado como Jailson Antônio. A vítima era funileiro e estava com mais dois jovens de 25 e 22 anos, durante o ataque.

As três vítimas estavam confraternizando em frente a casa, quando o atirador chegou e passou a fazer os disparos contra o trio, sendo que Jailson correu para os fundos da residência e acabou morrendo no quintal.

Já o outro jovem de 25 anos foi ferido com um tiro no braço. Ele correu pelas ruas, sendo perseguido pelo atirador. O rapaz de 22 anos não teve ferimentos.

Marcas de tiros ficaram nas paredes da casa. O Corpo de Bombeiros foi acionado para o local para o socorro dos sobreviventes. A polícia faz buscas pelo autor. 

Saiba Mais